mOtNoiR: Cortem as folhinhas

27 de abr de 2008

Cortem as folhinhas

"Quando eles tentarem explorar suas virtudes, a coca irá destruí-los. O que para seu povo servirá de "alimento", para os invasores criará conflitos".
Khana Chuyma


Culpar a pequena folha sagrada dos andes, pelo que se faz a partir dela é algo merecedor de um prêmio internacional de desempenho cerebal. Baixo desempenho. A folha de coca existe há desenas de século e há pelo menos 1.500 anos, o homem e as mulheres dos Andes se relacionam com ela física e espiritulmente. Não, ela não é alucinógena. Mas durante os rituais religiosos, era queimada para oferendar aos deuses. No dia-a-dia, os andinos costuma mascá-la tanto para enganar a fome, quanto apra ganhar uma disposição extra para o trabalho. Para quem não está acostumado à altitude, a folha ajuda bastante no combate aos simtomas do soroche, o mal da altitude.

Desde que o espanhol chegou às cordilheiras, passou a perseguir a folha, exatamente por essa relação tão estreita dos Incas e de outros povos com a folha sagrada. E, principalmente, pela energia extra que ela proporciona a quem masca uma boa quantidade da coca. Tal atitude mais parece um certo receio, medo do oponente. Mas também uma forma de minar a cultura local, desaculturar para dominar e impor sua religião. Cultura essa, forte e que resiste à perseguição que sofre até os dias atuais. Até a posse de Evo Morales, um aymara, lider dos cocaleiros, as plantações eram constantemente atacada com veneos por aviões do governo boliviano, apoiado pels Estados Unidos.

No entanto, a coca não é veneo como afirma a Organização das Nações Unidas (ONU). Coca não é cocaína. O alcalóide cocína foi isolado da folha, no final do século XIX por um europeu, não pelo andino. A quantidade dessa substânci presente na folha é muito baixa e para se produzir um grama da droga, é de mais de trinta quilos da folha. Proibir um povo de comercializar com o mudo seu mais tradicional produto, de forma legal e controlada, é no mínimo preconceito. Em qualquer país do mundo, pode-se produzir e comercializar o éter, só pra tirar com exemplo. Para transformar a pastaa de coca no pó, um, dentre tantos outro insumos é o éter. Não se faz a droga nem sem a folha, nem sem o éter. Tente sair de casa e comprar um frasquinho de éter para ver como e fácil. Mas a culpa é sempre da folhinha...



"Sobe esta montanha e encontrarás uma pequena planta com grande poder. Guarda suas folhas com amor e usa-a quando doer teu coração, ou quando tua carne sentir fome e tua mente estiver obscura. Mas quando o conquistador branco a tocar, encontrará veneno para seu corpo e loucura para sua mente."

Deus Sol

2 comentários:

 
BlogBlogs.Com.Br